domingo, 20 de maio de 2007

TEXTO N° 2 – RELAÇÕES ECOLÓGICAS ENTRE OS SERES VIVOS

O funcionamento de uma comunidade depende das diversas formas como os seres vivos que nela habitam interagem entre si. Quer os seres vivos vivam isolados ou em grupos, as formas de comunicação são muito variadas. As causas que determinam estas interações estão muitas vezes ligadas à alimentação e à reprodução. No decurso da comunicação estabelecem-se relações entre seres vivos da mesma espécie - relações intra-específicas - e relações entre seres vivos de espécies diferentes - relações interespecíficas. Quando analisadas isoladamente, essas relações podem se revelar harmônicas ou desarmônicas. As relações harmônicas ou
interações positivas são aquelas em que não há prejuízo para nenhum dos indivíduos da associação. As relações desarmônicas ou interações negatívas são aquelas em que pelo menos um indivíduo da associação sai prejudicado. Considerando, entretanto, o total de todas as relações entre os. seres vivos de uma comunidade, verifica-se que, em termos de manutenção do equilíbrio ecológico global, essas relações revelam-se harmônicas.

FIQUE POR DENTRO

Você sabia que SIMBIOSE é a denominação genérica que se dá a qualquer relação de convivência entre os organismos de uma comunidade ecológica? SIMBIOSE (do grego syn, juntos, e bios, vida), termo criado em 1879 pelo biólogo alemão Heinrich Anton de Bary

RELACÕES INTRA-ESPECíFICAS

1- Relações harmônicas ou positivas

a) Sociedade: interação entre indivíduos da mesma espécie, em que há divisão de trabalho. Ex.: insetos sociais, como abelhas, cupins e formigas.
b) Colônia: interação em que há associação anatômica entre indivíduos da mesma espécie, formando uma unidade estrutural e funcional. Ex.: coral-cerebro e caravela.

RELACÕES INTERESPECíFICAS

1- Relações harmônicas ou positivas

a) Mutualismo: associação obrigatória entre indivíduos de espécies diferentes,em que ambosse beneficiam. Ex.: algas e fungos que formam os liquens. .
b) Protocooperação: associação facultativ9 entre indivíduos de espécies diferentes;' em que ambos se beneficiam. Ex.: anêmona-do-mar e paguro.
c) Inquilinismo: associação entre indivíduos de espécies diferentes, em que um deles (o inquilino) se 'beneficia pelo fato de se fixar ou se hospedar no outro (o hospedeiro) que não é prejudicado. Ex.: plantas epífitas- orquídeas, bromélias (inquilinas) e árvores (hospedeiras).
d) Comensalismo: associação entre indivíduos de espécies diferentes, em que um deles, denominado comensal, aproveita restos de alimento ingerido pelo outro, sem prejudicá-Io. Ex.: tubarão e peixe­piloto (comensal)..

2- Relações desarmônicas ou negativas

a) Amensalismo ou antibiose: indivíduos de uma
população secretam substâncias que inibem ou impedem o desenvolvimento de indivíduos de populações de outras espécies. Ex.: maré vermelha, Pinus eliote.
b) Predatismo: um indivíduo, o predador, ingere o outro, a presa, de outra espécie. Ex.: Cobra (pced_ador) e rato (presa).
c) Parasitismo: indivíduo de uma espécie, o parasita, vive no corpo de indivíduo de outra espécie, a hospedeira, retirando alimentos dela e causando-lhe prejuízos. Ex.: Lombriga (parasita) e homem (hospedeiro).
d) Competição interespecífica: disputa entre indivíduos de espécies diferentes por recursos do meio que não existem em quantidades suficientes para todos.

5 comentários:

lais disse...

valew pela ajuda na lição de casa de cie.. vc me ajudo muituuu beijassos de uma nova friend..


LAIs que manda milll beijos pelas informaçoes bem escritas

deybson disse...

nuss procurei o dia todo un texto q se encaixasse ben nu meu trabalho o seu fiko perfeito brigadão hein bjoss

gaby disse...

nossa muito obrigada vc está me ajudando muito, minha lição de casa já está salva !!!

gaby disse...

nossa muito obrigada pela ajuda minha lição de casa está salva!!


milhoes de beijocas

gaby disse...

nossa muito obrigada vc está me ajudando muito, minha lição de casa já está salva !!!